Professores podem confundir autistas com superdotados?

 Professores estão preparados para atender autistas e superdotados?

(Text in Portuguese and in English)

 

O contexto escolar é repleto de diferentes especificidades e necessidades educacionais que nem sempre são compreendidas pelos professores (Peterson, 2014; Piske, 2018, 2020; Piske & Kane, 2020).


 

O conjunto de especificidades que os estudantes podem apresentar requer compreensão. A ausência dessa compreensão pode acarretar muitos danos para todos, principalmente para os estudantes que nem sempre recebem o atendimento adequado (Piske & Stoltz, 2020a, 2020b).



 

Então, muitos professores podem sim confundir autistas com superdotados uma vez que existem crianças com o transtorno do espectro autista com leitura precoce e um fascínio em aprender números, demonstrando um alto potencial (Assouline et al. 2008).




 

Há casos que autistas podem apresentar uma síndrome chamada hiperlexia, muitas vezes caracterizada como elemento do autismo, que envolve a capacidade de leitura precoce e a obsessão por números e letras (The national autistic society, 2021).

 

Contudo, ainda que essas crianças autistas apresentem essa capacidade precoce de ler e aprender letras e números, elas podem ter várias características relacionadas ao transtorno do espectro autista. Esse fato pode confundir ainda mais os professores, principalmente se eles não conhecem o autismo e muito menos a superdotação.

 

Como conhecer mais sobre o autismo e sobre a superdotação?

Clique aqui nesse post e saiba mais!

 

Para conhecer a superdotação, leia também o livro a seguir! Esta obra poderá tirar várias dúvidas sobre como entender e trabalhar com crianças com alto potencial.

Há capítulos em português, inglês e espanhol!


Clique aqui!



Referências:

Assouline, S. G.;  Nicpon, M. F;  Colangelo, N.;  O’Brien, M. (2008). The Paradox of Giftedness and Autism.  https://files.eric.ed.gov/fulltext/ED535140.pdf

 

Peterson, J. S. (2014). Paying Attention to the Whole Gifted Child: Why, When,and How to Focus on Social and Emotional Development. In F. H. R. Piske, J. M. Machado, S. Bahia & T. Stoltz (Eds.). Altas habilidades/Superdotação (AH/SD): Criatividade e emoção. [Giftedness: Creativity and emotion]. (pp.45-66). Curitiba: Juruá.

 

Piske, F. H. R. (2018). Altas habilidades/superdotação (AH/SD) e criatividade na escola: o olhar de Vygotsky e de Steiner. Tese de Doutorado em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba/PR.

 

Piske, F. H. R. (2020). The importance of socio-emotional development of gifted students.  In F. H. R. Piske, T. Stoltz, A. Rocha & C. Costa-Lobo (Eds.). (2020). Socio-Emotional Development and Creativity of Gifted Students. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra.

 

Piske, F. H. R. & Kane, M. (2020). Socio-emotional development of gifted students: educational implications. In F. H. R. Piske, T. Stoltz, E. Guérios, D. Camargo, A. Rocha, & C. Costa-Lobo (Eds.), Superdotados e talentosos: Educação, emoção, criatividade e potencialidades [Gifted and talented: Education, emotion, creativity, and potentialities] (pp. 195-206). Juruá.

 

Piske, F. H. R. & Stoltz, T. (2020a). Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) e Criatividade: Contribuições do Sociointeracionismo de Vygotsky e da Pedagogia Waldorf de Rudolf Steiner. Curitiba, Juruá.

 

Piske, F. H. R., & Stoltz, T. (2020b). Meeting the socio-emotional dimension of gifted students based on Vygotsky.  Culture & Psychologyhttps://doi.org/10.1177/1354067X20936929

 

The national autistic society. (2021). What is autism? https://www.autism.org.uk/

 

 

Can teachers confuse autistic students with gifted ones?

The school context is full of different specificities and educational needs that are not always understood by teachers (Peterson, 2014; Piske, 2018, 2020; Piske & Kane, 2020).




 

The set of specificities that students can present requires understanding and the lack of that understanding can cause a lot of damage for everyone, especially for students who do not always receive adequate care (Piske & Stoltz, 2020a, 2020b).


 

So, many teachers can rather confuse autistic students with gifted ones since there are children with autism spectrum disorder with early reading and a fascination with learning numbers showing a high potential (Assouline et al. 2008).

 

There are cases where autists may have a syndrome called hyperlexia, often characterized as an element of autism, which involves the ability to read early and obsess over numbers and letters (The national autistic society, 2021).

 

However, even though these autistic children have this early ability to read and learn letters and numbers, they can have several characteristics related to autism spectrum disorder, and this fact can confuse teachers even more, especially if they are unaware of autism and very less giftedness.

 

How to learn more about autism and giftedness?

 

Click here in this post and learn more!

 

To learn about giftedness, also read the following book! This book may answer several questions about how to understand and work with gifted and talented children.

There are chapters in Portuguese, English and Spanish!


Click here!

 

References:

Assouline, S. G.;  Nicpon, M. F;  Colangelo, N.;  O’Brien, M. (2008). The Paradox of Giftedness and Autism.  https://files.eric.ed.gov/fulltext/ED535140.pdf

 

Peterson, J. S. (2014). Paying Attention to the Whole Gifted Child: Why, When,and How to Focus on Social and Emotional Development. In F. H. R. Piske, J. M. Machado, S. Bahia & T. Stoltz (Eds.). Altas habilidades/Superdotação (AH/SD): Criatividade e emoção. [Giftedness: Creativity and emotion]. (pp.45-66). Curitiba: Juruá.

 

Piske, F. H. R. (2018). Altas habilidades/superdotação (AH/SD) e criatividade na escola: o olhar de Vygotsky e de Steiner. Tese de Doutorado em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba/PR.

 

Piske, F. H. R. (2020). The importance of socio-emotional development of gifted students.  In F. H. R. Piske, T. Stoltz, A. Rocha & C. Costa-Lobo (Eds.). (2020). Socio-Emotional Development and Creativity of Gifted Students. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra.

 

Piske, F. H. R. & Kane, M. (2020). Socio-emotional development of gifted students: educational implications. In F. H. R. Piske, T. Stoltz, E. Guérios, D. Camargo, A. Rocha, & C. Costa-Lobo (Eds.), Superdotados e talentosos: Educação, emoção, criatividade e potencialidades [Gifted and talented: Education, emotion, creativity, and potentialities] (pp. 195-206). Juruá.

 

Piske, F. H. R. & Stoltz, T. (2020a). Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) e Criatividade: Contribuições do Sociointeracionismo de Vygotsky e da Pedagogia Waldorf de Rudolf Steiner. Curitiba, Juruá.

 

Piske, F. H. R., & Stoltz, T. (2020b). Meeting the socio-emotional dimension of gifted students based on Vygotsky.  Culture & Psychologyhttps://doi.org/10.1177/1354067X20936929

 

The national autistic society. (2021). What is autism? https://www.autism.org.uk/

Postagens mais visitadas deste blog

O que é uma escola criativa?

Autismo e Superdotação

Professores conseguem perceber as altas habilidades de seus estudantes?