Postagens

Mostrando postagens com o rótulo educação

Livro: Bullying. Impactos na Educação: O que sabemos a respeito da Sobredotação? (2022).

Imagem
  Livro:  Bullying. Impactos na Educação: O que sabemos a respeito da Sobredotação? (2022). Clique aqui para comprar a versão impressa!   Organizadores: Fernanda Hellen Ribeiro Piske, Beatriz Oliveira Pereira, Kristina Henry Collins e Cloves Antonio de Amissis Amorim.   O prefácio foi realizado pelo Doutor Peter K. Smith, professor Emérito da faculdade Goldsmiths, Universidade de Londres, Inglaterra.   Conteúdo: PRIMEIRA PARTE: BULLYING E SOBREDOTAÇÃO 1. When the teacher is the bully: it can be real, and the scars last forever Joanna Haase.   2. Altas capacidades y acoso escolar: un reto pendiente en la escuela Joaquín González-Cabrera, Javier Tourón e Juan Manuel Machimbarrena.   3. Impactos do bullying na educação de estudantes com altas habilidades/superdotação (AH/SD) Fernanda Hellen Ribeiro Piske.   4. Características de superdotação e a vulnerabilidade ao bullying Renata Rodrigues Maia-Pinto.   5. Os superdotados e o bullying: o papel da escola Marcília de Morais Da

DOSSIÊ - CRIATIVIDADE, EMOÇÃO E EDUCAÇÃO

Imagem
  Clique aqui e siga esse blog! DOSSIÊ - CRIATIVIDADE, EMOÇÃO E EDUCAÇÃO Apresentação — Criatividade e emoção na educação como desafio Tania Stoltz     Parenting style and creative potential of children Merav Dechaume, Todd Lubart   What hinders creativity? Investigating middle school students’ perceived influence of barriers to creativity for improving school creativity friendliness Vasiliki Beloyianni, Dimitrios Zbainos   Creatividad. Inteligencia emocional. Implicaciones educativas María Dolores Prieto, Mercedes Ferrando, Carmen Ferrándiz   As vulnerabilidades das altas habilidades e superdotação: questões sociocognitivas e afetivas Angela Virgolim   Habilidades do século XXI: relações entre criatividade e competências socioemocionais em estudantes brasileiros Tatiana de Cassia Nakano, Ricardo Primi, Rauni Jandé Roama Alves   Criatividade na pedagogia sociointeracionista e na Pedagogia Waldorf: implicações para o trabalho com superdotados

Livro: Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) e Criatividade - Contribuições do Sociointeracionismo de Vygotsky e da Pedagogia Waldorf de Rudolf Steiner

Imagem
Como desenvolver a criatividade de superdotados?  O Prefácio deste livro foi realizado pelo Professor Emérito da Universidade Estadual da Flórida, Steven I. Pfeiffer Esta obra explora a vertente educacional e emocional da criatividade e a sua relevân­cia na concepção das altas habilidades e sobredotação. As autoras sistematizam as diferentes definições de criativi­dade, as investigações nacionais e internacionais sobre o tema e com base em referenciais teóricos sólidos avan­çam com formas de inovar a educação de forma a torná-la mais facilitadora do despertar da criatividade dos mais jovens, dando uma atenção particular aos talentosos.     Entre em contato para adquirir seu exemplar! giftednessaltashabilidades@gmail.com Seja um seguidor do Blog sobre Educação de Superdotados: https://www.educacaodesuperdotados.com/p/livros-compre-aqui.html

Livro: Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) e Criatividade - Identificação e Atendimento

Imagem
Como realizar a identificação e atendimento de superdotados?  Trata-se de uma obra escrita em três línguas que congrega especialistas de renome internacional, os quais há muito se dedicam a explorar e aprofundar as questões ligadas à identificação e ao atendimento de uma população que ainda carece de uma atenção especial: as altas habilidades e superdotação. De capítulo em capítulo, o leitor terá oportunidade de refletir acerca das razões pelas quais nunca é demais lermos sobre estes tão apaixonantes temas que são o talento, a superdotação e as altas habilidades. Entre em contato para adquirir seu exemplar! giftednessaltashabilidades@gmail.com Seja um seguidor do Blog sobre Educação de Superdotados: https://www.educacaodesuperdotados.com/p/livros-compre-aqui.html

A história de um menino muito especial que precocemente canta, toca violão, declama poemas e poesias

Imagem
Este menino precoce tem inteligência linguística, inteligência musical e inteligência corporal/cinestética.  O nome deste menino prodígio é Gustavo, desde os 3 anos de idade ele adora cantar, tocar violão e flauta e ainda declama diversos poemas e poesias de autores famosos!Ele tem uma memória fantástica! Veja os vídeos dele aqui!(clique duas vezes e aumente o volume).  Gustavo declamando o poema “O treco” da autora Sylvia Orthof Gustavo tocando violão Piske que tem Doutorado na área de altas habilidades/superdotação e criatividade observa nos vídeos a grande desenvoltura desta criança com indicativos de altas habilidades/superdotação (AH/SD). Piske afirma que é muito comum as crianças superdotadas serem bastante criativas e se expressarem de diversas maneiras mostrando suas áreas de interesse. No caso de Gustavo, Piske percebe que este menino tem  inteligência linguística, inteligência musical e inteligência corporal/cinestética. P

Como os professores podem desenvolver a criatividade durante suas aulas?

Imagem
A criatividade pode ser desenvolvida?   Piske explica que a criatividade pode ser desenvolvida por meio de práticas educacionais inovadoras. Para isto, é importante que os professores criem um ambiente onde os estudantes se sintam confortáveis e felizes.  A relação entre professores e estudantes pode melhorar e muito, basta que no planejamento da equipe docente conste um ensino de qualidade visando a afetividade e a criatividade.  É a partir do vínculo afetivo que ocorre o desenvolvimento do potencial criador. Momentos de interação, que envolvam amizade e respeito, são cruciais para que as relações interpessoais sejam mais afetivas e a motivação dos professores para com seus estudantes sempre é um aspecto fundamental durante o processo de ensino-aprendizagem.  Piske destaca algumas medidas educacionais para o desenvolvimento da criatividade em sala de aula, a seguir:   ·  Crie uma atmosfera que incentive ideias incomuns na resolução de problemas;   ·  I n

Como desenvolver o potencial criador?

Imagem
A criatividade está relacionada ao aspecto motivacional? Piske é especialista na área da Criatividade e afirma que sim, o aspecto motivacional é importante para o desenvolvimento da criatividade. Piske explica que uma prática educacional transformadora valoriza o estudante como um ser integral.  O que isto quer dizer? É importante que o professor considere não somente a capacidade cognitiva de seus estudantes, sua racionalidade, mas também as suas emoções e sentimentos que também fazem parte do processo de ensino e aprendizagem, e são tão importantes quanto sua forma de raciocinar, e encontrar soluções para problemas. E como desenvolver o potencial criador? Conforme Piske (2014, 2016, 2018), a criatividade não é desenvolvida apenas com atividades artísticas ou que o instiguem a usar sua imaginação, sua fantasia, sua liberdade de expressão. Tudo isto só não basta. Seria preciso mais recursos para desenvolver seu potencial criador. Um trabalho que desenvolv

Jack Rico é o superdotado de 13 anos que finalizou seu curso na faculdade Fullerton

Imagem
A partir desta reportagem "  At 13, Jack Rico Is the Youngest Graduate in the History of Fullerton College ",  Piske que é especialista na área de altas habilidades/superdotação e criatividade, comenta sobre o estudante Jack Rico, de apenas 13 anos, que realizou seu sonho de finalizar seu curso universitário.  Piske afirma que o contexto pode ajudar muito a desenvolver o potencial criador.  Os Estados Unidos é um dos países que mais investe em programas de atendimento de superdotados.   Piske indaga: e no Brasil, como seria a educação desta criança? A explicação é que apesar de alguns avanços na educação de crianças superdotadas, ainda estamos muito aquém do que esperamos, ainda faltam muitos recursos pessoais e materiais. A necessidade de ampliar a quantidade de  profissionais preparados para lidar com as altas habilidades de seus estudantes, a ausência de  cursos de capacitação e especialização na área de altas habilidades/superdotação (AH/SD), a

Você é mãe de criança superdotada?

Imagem
Piske é especialista em Educação Especial e responde as dúvidas de mães de crianças superdotadas. Recentemente uma mãe (nome fictício “ Claudia ”) procurou pelo assessoramento de Piske e ela relatou sobre seu filho com indicativos de altas habilidades/superdotação (AH/SD): “ Na escola só acham legal... o ensino não é diferenciado”. “ Eu explico, ele desenvolve tudo que peço a ele, porém para ele tem que ter estímulos, fazer junto não só falar e deixar”. “A escola na maneira que replica as atividades não irá evoluir a criatividade dele, pois ele esta bem acima da classe”. Estes são alguns dos comentários que serão discutidos. A conversa com esta mãe, e com outras mães, continua em futuras postagens. Assim como esta mãe está angustiada por não saber como ajudar seu filho, muitas mães se sentem perdidas em meio a tantas dúvidas e perguntas que não saem de suas mentes. Piske esclarece que a escola tem papel fundamental de orientar as famílias sobre a identificação e Atendim