Autismo e Superdotação

 

AUTISMO E SUPERDOTAÇÃO



POSSÍVEIS ESTRATÉGIAS E PRÁTICAS EDUCACIONAIS PARA ATENDER ESTUDANTES COM DUPLA EXCEPCIONALIDADE




 



Conhecer, reconhecer e trabalhar com as necessidades educacionais de estudantes com dupla excepcionalidade é essencial para que eles se desenvolvam plenamente, seja por meio de atividades individuais ou em seus relacionamentos interpessoais.

 


Piske e Collins (2021), Josephson et al. (2018), Assouline et. al. (2008) e Winebrenner (2003) destacam algumas estratégias para trabalhar com estudantes com dupla excepcionalidade:

 

·  Dê ao estudante a chance de expressar sua escolha durante as aulas;


·  Permita ao estudante várias maneiras de responder ao novo conteúdo;


·   Vincule explicitamente o novo conteúdo ao aprendizado anterior;


  Reserve mais tempo para o estudante completar a tarefa para aliviar a ansiedade;



 


 

LIVRO: AUTISMO, SUPERDOTAÇÃO E DUPLA EXCEPCIONALIDADE.


CLIQUE AQUI!

 

 

 

 

·  Ajude-os a desenvolver autodefesa;


·  Ensine técnicas de gerenciamento de estresse;


·  Forneça suporte (s) apropriado (s), incluindo aconselhamento, aprendizagem e / ou apoio para pessoas superdotadas;


· Convide profissionais capacitados que entendam sobre a dupla excepcionalidade para planejar medidas de inclusão;


·  Crie um equilíbrio de atividades que oferecerá tanto desafio quanto atendimento à deficiência, entre outras estratégias e práticas educacionais.

 

 

 

LEIA MAIS SOBRE AS ESTRATÉGIAS E PRÁTICAS EDUCACIONAIS PARA ATENDER ESTUDANTES COM DUPLA EXCEPCIONALIDADE.

 

 

LIVRO: AUTISMO, SUPERDOTAÇÃO E DUPLA EXCEPCIONALIDADE.


CLIQUE AQUI!




 Referências:

Assouline, S. G.; Nicpon, M. F;  Colangelo, N.;  O’Brien, M. (2008). The Paradox of Giftedness and Autism.  https://files.eric.ed.gov/fulltext/ED535140.pdf

 

Josephson, J.,  Wolfgang, C., & Mehrenberg, R. (2018). Strategies for Supporting Students Who Are Twice-Exceptional. The Journal of Special Education Apprenticeship. https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ1185416.pdf

 

Piske, F. H. R. e Collins, K. H. (2021). Autism and giftedness: the importance of teacher training to meet twice-exceptional students. In Piske, F, H. R. e Collins, K. H. (Orgs.) Autismo, Superdotação e Dupla Excepcionalidade. Curitiba: Juruá Editora.

 

Winebrenner, S. (2003). Teaching strategies for twice-exceptional students. Intervention in School and Clinic, 38 (3), 131-137.

 

 

 

 

 

 


Postar um comentário

0 Comentários